Cine Brasília recebe o 12º Festival de Cinema Europeu

Cena do filme 'As ovelhas não perdem o trem' da Espanha

Integrando a programação da Semana da Europa no Brasil, o Cine Brasília vai sediar o 12º Festival de Cinema Europeu. As sessões ocorrem entre os dias 12 e 19, com entrada franca.

Confira a programação: 

Quinta-feira, Dia 12.03

19h – Só o Melhor Para o Nosso Filho (Het Beste Voor Kees, Países Baixos, 2014, documentário, 87 min, classificação livre), direção: Monique Nolte.

Sinopse: Kees tem 49 anos, é autista e ainda mora com seus pais. O Amor deles deu a Kees a possibilidade de se desenvolver como adulto relativamente independente. Mas o que acontecerá quando os pais de Kees, agora com 80 e 83 anos, não puderem mais cuidar dele? A cineasta Monique Nolte acompanha as tentativas dos pais de Kees de criar um futuro perfeito para o filho autista. Entrada Franca.

Sexta-feira, Dia 13.03

19h  –  As Ovelhas Não Perdem o Trem (Las ovejas no pierden el tren, Espanha, 2014, comedia, 103 min, classificação 12 anos), direção: Alvaro Fernández Almero.

Sinopse: Essa é uma comedia otimista sobre como uma turma de amigos, de uns 40 anos, afrontam as mudanças da sociedade atual. A falta de trabalho, a necessidade de se reciclar, as histórias de amor, que poucas vezes seguem o “para sempre”, e a sensação de que as coisas não são como tinham nos falado, cercam as personagens. Eles lutam para reencaminhar as suas vidas, combinando situações do cotidiano com cenas surrealistas nas quais todos nós podemos nos identificar. Entrada Franca.

21h –  O Idealista (Idealisten , Dinamarca, 2015, suspense 114 min, classificação 10 anos), direção: Christina Rosendahl.

Sinopse: Filme de suspense sobre um capítulo secreto da história dinamarquesa do seéculo 20. Durante a guerra fria, um avião americano contendo bombas de hidrogênio sofre um acidente perto da base americana, na Groelândia. Diversos trabalhadores dinamarqueses são escalados para limpar o local do acidente. Vinte anos depois, um velho trabalhador da base conta a um jovem jornalista sobre doenças estranhas e mortais que afetam seus companheiros e que poderiam estar associadas á carga contida no avião. O jornalista passa a investigar o caso e acaba descobrindo que o assunto tem o envolvimento tanto do governo dinamarquês como do governo americano. Entrada Franca.

Sábado, Dia 14. 05

19h  – O Limpador (Cistic, Eslováquia 2015, drama, 94 min, classificação 16 anos), direção: Peter Bebjak.

Sinopse: Tomás é um jovem não muito sociável. Ele vai ao psiquiatra, claramente obrigado , e conta que às vezes sai pra tomar cerveja com os amigos. Porém, na realidade, o hobby dele é ficar escondido e observar a rotina dos vizinhos.  Até que um dia, Tomás se apaixona ao observar um dos apartamentos. Kristina é o seu objeto de fascinação, ela mora com o irmão mais velho, e Tomás logo percebe que há algo errado com esta família. Entrada Franca.


21h –  Aglaja (Aglaja, Hungria, 2012, drama, 116 min, classificação 16 anos), direção: Kristina Deák.

Sinopse: Baseada em fatos reais, esta é a história da infância e adolescência de Aglaja, filha de uma família de artistas circenses do Leste Europeu. A família foge para a Europa Ocidental após cometer um roubo que os permite começar uma nova vida. Para alcançar o sucesso, sua mãe gasta todo o dinheiro da família para realizar um número perigosíssimo: ficar pendurada pelos cabelos no domo do circo. Toda noite, Aglaja é aterrorizada pelo medo de perder sua mãe. Entrada Franca.

Domingo, dia 15.05

19h  –  A Minha Bicicleta (Mój Rower, Polônia, 2012, comedia dramática, 90 min. Classificação 16 anos), direção: Piotr Trzaskalski.

Sinopse: Avô, pai e filho, moram em diferentes partes da Europa e se encontram depois de anos sem se verem para procurar a avó desaparecida. A Tarefa torna-se uma oportunidade de reconciliação entre as gerações. Dizem que os homens não entendem as mulheres. Imagine se, ainda por cima, não se entendessem entre eles mesmos! A mais recente comedia dramática de Piotr Trzaskalski é um guia diferente pelo mundo masculino. Wtodek (avô), Powet (pai), e Maciek (filho) são forçados a conviverem durante alguns dias e não perdem nenhuma oportunidade para deixar a vida ainda mais difícil. Será que realmente mais coisas o separam de que juntam? Será que existe um modo de compreender o ponto de vista masculino?  Entrada Franca.

21h – O Vale Sombrio ( Das finstere Tal, Áustria, 2014, western, 115 min, classificação 12 anos), direção: Andreas Prochaska.

Sinopse:  Sam Riley é Greider, um forasteiro vindo dos Estados Unidos e que se apresenta como um fotógrafo em uma vila. Sua intenção é pedir abrigo durante o inverno rigoroso, algo que consegue somente entregando todas as suas economias para Hans Brenner (Tobias Moretti), chefe de um grupo familiar. Hans amedronta os moradores através de ameaças e, em casos mais extremos, violência. Logo, comprovamos que Greider não é quem diz ser e, há motivações obscuras por trás de seu interesse em visitar um local proibido pelos Brenner. Ao desdobrar este mistério, Andreas Prochaska realça Luzi (Paula Beer), a figura feminina principal do filme, uma opção pouco usual para a narração em off. O Vale Sombrio garante autenticidade e tensão. Entrada Franca

Segunda, dia 16.05

19h  –  Aristides Sousa Mendes – O Consul dos Bordéus (Portugal, 2011, drama 90 min, classificação 12 anos), direção: Francisco Manso, João Correa.

Sinopse: Com a invasão da França pelas tropas nazistas, milhares de refugiados começam a reunir-se junto ao consulado português em Bordéus, na esperança de obterem um visto para Portugal. Obrigado a respeitar a circular de Salazar que proibia a concessão de vistos a refugiados judeus, Sousa Mendes viveu, então, um terrível dilema: conceder os vistos e arriscar a carreira diplomática e o sustento da sua família ou deixar que aquelas pessoas fossem deportadas para os campos de concentração. Aristides de Sousa Mendes – O Consul de Bordéus revisita a extraordinária história do herói português que salvou mais de 30 mil vidas durante a Segunda Guerra Mundial. Entrada Franca.

21h – A Variável Humana (La Variabile Umana, Itália, 2009, drama 83 min, classificação 14 anos), direção: Bruno Oliviero.

Sinopse: Depois do assassinato, em Milão, de um empresário intimamente ligado à politica, um delegado é forçado pelo superior a assumir o caso que logo se tornará muito delicado. Na mesma noite nos quartos da delegacia de polícia também entra Linda, sua filha, presa porque encontrada na posse de sua pistola de serviço. A pesquisa o levará em contato com um mundo metropolitano decadente e corrupto e com implicações inesperadas que irão força-lo a enfrentar a sua vida pessoal e o seu papel de pai que tinha negligencia após a morte de sua esposa.  Entrada Franca

Terça, dia 17.05

19h  – O Casamento Silencioso (Nunta Muta, Romênia, 2008, drama, 87 min, classificação indicativa 16 anos), direção: Horatiu Malaele.

Sinopse: Em uma pequena aldeia isolada, em 1953, um casamento é interrompido pela noticia da morte de Stalin. Por isso, qualquer celebração pública é proibida. Assim, eles decidem transformar o evento feliz em um casamento em silencio. Mas, quando os convidados bebem e se sentem bem, eles esquecem o voto de silencio que fizeram e o “casamento silencioso” torna-se uma verdadeira festa, com consequências trágicas. Um filme sobre o absurdo da história, como destinos individuais podem ser destruídos pela cegueira coletiva e como a comédia animada pode degenerar em tragédia. Entrada Franca.
 
21h –  Fair Play (Fair Play, República Tcheca, 2014, drama, 100 min, classificação 12 anos), direção: Andrea Sedlácková.

Sinopse: Década de 80 na Tchecoslováquia. A talentosa jovem atleta Anna está selecionada para a equipe nacional e começa a treinar para se qualificar para os Jogos Olímpicos. Como parte da preparação, ela é colocada em um “programa médico” secreto, onde é dopada em esteroides anabolizantes. Seu desempenho está ficando melhor, mas depois que ela entra em colapso no treinamento, descobre a verdade sobre as drogas. Anna decide continuar sua preparação sem os esteroides, embora sua mãe esteja preocupada que ela não se qualifique para os jogos. A mãe vê a classificação como a única chance da filha escapar da Cortina de Ferro. Entrada Franca.

Quarta, dia 18.05

19h  –  Hope (Hope,  França, 2014, drama, 86 min, classificação livre), direção: Lojkine Boris.

Sinopse: Léonard salva Hope da morte em pleno deserto do Saara. Ele é camaronês, ela nigeriana e, os dois desejam abandonar a África para ir a Europa. Defendendo-se dos perigos da área hostil, eles firmam uma parceria que logo evolui para o romance. Entrada Franca.
 
21h – Ocidente (Westen, Alemanha, 2013, drama, 102 min, classificação indicativa 12 anos), direção: Christian Schwochow.

Sinopse: No verão de 1978, Nelly Senff, doutora em Engenharia Química, e seu filho Alexei, foge de Berlim Oriental para começar vida nova em Berlim Ocidental. Os dois vão parar em um abrigo de refugiados, mas a burocracia alemã os causa dificuldades. Na verdade os serviços secretos, em especial a CIA, querem muito saber o porquê de Nelly ter abandonado o seu país. Outro ponto observado é a revelação de que o marido de Nelly, antes considerado morto, poderia estar vivo e ser um agente duplo russo. Ocidente conta a história de uma mulher que luta para alcançar seus objetivos, mesmo que tenha que renunciar a seus antigos vínculos. Entrada Franca.

 Fonte: Correio Brasiziliense

 

 

 

 

 

Boletim Eletrônico

Inscreva-se em nosso Boletim Eletrônico para manter-se informado.

Mensagem da AFABB-DF

Associação com 17 anos (2000 - 2017) de atuação permanente na defesa e preservação dos interesses dos associados o que determina nossa razão de ser!

Sempre mais forte com sua participação,

A AFABB-DF

Contato

 
 (61)3226.9718 / Fax: (61)3323.2781
 Setor Bancário Sul - Quadra 02 Bloco A Edifício Casa de São Paulo - Salas 602/604 - Brasília/DF - CEP: 70078-900