AFABB-DF promove sarau com recitais e poesias

Sob a coordenação do poeta e associado Adilson Cordeiro, em outubro passado, no dia 27, a Associação dos Funcionários e Aposentados do Banco do Brasil no Distrito Federal - AFABB-DF reuniu, em sua sede, cerca de 40 pessoas (diretores, associados e convidados) para o coquetel de apresentação de sua primeira Quinta Cultural. Evento que tem como foco promover as manifestações da arte e da cultura brasileiras entre seus associados.

 

A reunião contou com música ao vivo e performance da artista Yara Moizinho e do músico Betinho Matuszewski. E teve seu ponto alto em recitais e poesias declamadas por associados e convidados. Carlos Drummond de Andrade, poeta, contista e cronista brasileiro, talvez o mais influente poeta brasileiro do século XX, foi o grande homenageado. O dia 31 de outubro marcou os 114 anos de seu nascimento. 

Na abertura, jogral formado por um grupo animador entoou o emblemático poema “Os Estatutos do Homem”, do poeta amazonense Thiago de Mello. O autor chama a atenção para os valores simples da natureza humana. Em certo trecho afirma que “a liberdade será algo vivo e transparente como um fogo ou um rio, (...) e a sua morada será sempre o coração do homem”. 

Os associados Marilda Tomaz e Orélio Saraiva trouxeram as imagens e a beleza dos versos de “Canção Amiga” e “Carrego Comigo”, de autoria de Drummond. Adilson Cordeiro (Didi) revelou sua admiração pelo poeta dedicando-lhe a inspirada poesia autoral “Cadê Drummond?”, publicada em seu livro “Meu Rastro”.

“A Esperança” foi outro notável poema declamado com emoção pelo convidado especial Américo Paz, ele próprio o autor. Aliás, outro convidado, Cláudio Said, recitou versos pontuados de trechos hilários do repentista nordestino Zé Limeira, o “poeta do absurdo”, que viveu na cidade de Teixeira, na Paraíba. Zé Limeira é também personagem do livro “Vaidade, poeira e vento”, escrito por Said e editado pela Novo Século Editora.

Eudócia Lopes mostrou o poema “Doador de Órgãos” do poeta candango e ativista cultural JoãoZinho da Vila (João Roberto Costa Júnior). E a bem humorada edição da poesia matuta do paraibano Jessier Quirino, traduzida nos versos de “Conversa de Manicure”, mereceu declamação eloquente e espirituosa de Joaquim Antunes de Carvalho.

Os associados Ana Maria Bruzdzenski de Faria, Elza Paula de Souza e José Valdir Ribeiro dos Reis, presentes ao evento, foram sorteados com exemplares de poesia e conto. E uma TV de 32”, cortesia da Curado Corretora de Seguros/AEGON, saiu para o associado Nell Dias Paiva, morador da SQS 303, aqui em Brasília, em sorteio do qual participaram todos os filiados da AFABB-DF. 

Para Adilson Cordeiro, coordenador do evento, “foi um ótimo início das manifestações culturais entre os associados”. Diz ainda Cordeiro que no íntimo todos carregamos formas artísticas que precisam ser exteriorizadas, a fim de melhor trabalharmos os desafios do cotidiano. “Seja através da poesia, da música ou de outros sentimentos culturais, haveremos de participar desses importantes eventos, o que também nos faz sentir mais úteis à sociedade”, finaliza.

A diretoria da AFABB-DF agradece à Curado Corretora de Seguros, na pessoa do seu sócio-diretor Henrique Barbosa Curado, pelo apoio e incentivo.

Clique aqui para acessar a galeria de fotos do evento.

Boletim Eletrônico

Inscreva-se em nosso Boletim Eletrônico para manter-se informado.

Mensagem da AFABB-DF

Associação com 17 anos (2000 - 2017) de atuação permanente na defesa e preservação dos interesses dos associados o que determina nossa razão de ser!

Sempre mais forte com sua participação,

A AFABB-DF

Contato

 
 (61)3226.9718 / Fax: (61)3323.2781
 Setor Bancário Sul - Quadra 02 Bloco A Edifício Casa de São Paulo - Salas 602/604 - Brasília/DF - CEP: 70078-900