OS BANCOS E A CRISE

No sistema capitalista consolidou-se o entendimento de que dinheiro não tem pátria; nem banqueiro tem alma, acrescentamos. Essa é a regra geral. Seria, portanto, incoerente exigir deles, por exemplo, patriotismo. Mas alguma responsabilidade social seria plausível, até porque é uma atividade privilegiada, como agora se comprovou, mais uma vez, na crise mundial originária do e no próprio sistema financeiro, quando governos e bancos centrais ao redor do mundo injetaram trilhões para socorrer bancos falidos, cujos dirigentes praticaram administração temerária.

Crescimento histórico

A economia brasileira vinha crescendo a um ritmo espetacular até setembro, quando estourou a crise financeira internacional. Segundo a economista Amanda Tavares, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todas as riquezas produzidas pelo país, registrou expansão de 6,4% nos nove primeiros meses do ano, um recorde para o período conforme a série histórica iniciada em 1996. No acumulado de 12 meses, o salto de 6,3% também superou todas as bases de comparação. O pico do crescimento se deu no terceiro trimestre: o PIB aumentou 6,8% - o melhor número desde o segundo trimestre de 2004.

Fundos de investimento têm em 2008 perda recorde

Os fundos de investimento tiveram em 2008 o pior ano da história: os saques superavam as captações em R$ 67,592 bilhões até o último dia 4. No entanto, segundo Marcelo Giufrida, presidente da Anbid (Associação Nacional dos Bancos de Investimento), o resultado não é tão ruim pois essas perdas representam apenas cerca de 6% do patrimônio líquido total da indústria, de R$ 1,117 trilhão.

Fim de ano mais caro

Dezembro começa com shoppings enfeitados para o Natal e vitrines coloridas, tentando atrair clientes. Em meio a uma crise econômica, só não se sabe como os consumidores vão reagir na hora de sair às compras. Além das notícias que contribuem para diminuir a confiança do consumidor, a inflação não dá trégua. Em novembro, a velha vilã medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da Fundação Getúlio Vargas (FGV) manteve o pé no acelerador. O indicador subiu 0,8%, contra 0,5% do mês anterior.

Falsas esperanças à venda

Estou desesperado. Tenho 40 anos, dois filhos e acabo de descobrir um câncer de pulmão. Encontrei o site de vocês pela internet e preciso saber quanto custaria ser tratado com células-tronco e quais são as chances reais." A mensagem foi enviada na quinta-feira pela reportagem à clínica Emcell, com sede na Ucrânia. Em seu site, ela afirma ter tratado milhares de pacientes com diabetes tipos 1 e 2, esclerose múltipla, mal de Parkinson, distrofia muscular, câncer, doenças do sangue (incluindo doenças genéticas raras).

Boletim Eletrônico

Inscreva-se em nosso Boletim Eletrônico para manter-se informado.

Mensagem da AFABB-DF

Associação com 17 anos (2000 - 2017) de atuação permanente na defesa e preservação dos interesses dos associados o que determina nossa razão de ser!

Sempre mais forte com sua participação,

A AFABB-DF

Contato

 
 (61)3226.9718 / Fax: (61)3323.2781
 Setor Bancário Sul - Quadra 02 Bloco A Edifício Casa de São Paulo - Salas 602/604 - Brasília/DF - CEP: 70078-900