Democracia Seletiva(Lúcio Flávio V. Lima *)

Pesos e medidas são diferentes quando estão em jogo ideologia e interesses legítimos ou escusos. É o caso do posicionamento da mídia "ocidental e cristã", seja lá o que isso signifique, em relação ao terceiro mandato de presidentes latino-americanos.

Amargura com a decisão

Ex-funcionários do Banco do Brasil que aderiram ao Programa de Desligamento Voluntário (PDV), em 1995, afirmam que o arrependimento e a amargura tomou conta da maioria dos "pedevistas". Eles dizem que teria havido pressão para concordarem com o plano e reclamam da falta de apoio financeiro e orientação técnica do banco para tocarem seus negócios próprios.

Liberado novo lote

Está disponível para consulta o novo lote de restituição do Imposto de Renda 2009 e um lote residual referente a 2008. Os interessados em saber sobre a devolução devem ligar para o número 146 ou acessar o site www.receita.fazenda.gov.br.

A luta dos aposentados

Nas últimas semanas, governo federal e representantes de entidades de aposentados voltaram a sentar à mesa de negociações, em busca de acordo sobre mudanças no fator previdenciário e o aumento das aposentadorias para os que ganham acima do salário mínimo. Hoje, enquanto os aposentados que recebem salário mínimo têm correção anual baseada na inflação dos últimos 12 meses medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) e na variação do Produto Interno Bruto (PIB), com um aumento real de 6%, os aposentados que recebem mais que o mínimo veem a correção de sua aposentadoria defasada, ano após ano, com uma média de ganho real inferior a 1,5%.

Gasto com INSS pode chegar a 9,3% do PIB

O pacote de benefícios negociado pelo governo com as centrais sindicais, em troca da manutenção do fator previdenciário, deve jogar as despesas do INSS de 7,5% do PIB em 2011 para 9,3% em 2023, segundo estimativa do economista Fabio Giambiagi, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Hoje, essas despesas estão por volta de 7,4% do PIB.

Sem Lula, petistas buscam apoio à nova CPMF

Apesar de o presidente Lula dizer ontem aos líderes da base que é favorável à criação da CSS (Contribuição Social para a Saúde), o governo preferiu não fazer manifestação oficial pela aprovação da proposta no Congresso como forma de evitar o rótulo de ressuscitar a CPMF.

Boletim Eletrônico

Inscreva-se em nosso Boletim Eletrônico para manter-se informado.

Mensagem da AFABB-DF

Associação com 17 anos (2000 - 2017) de atuação permanente na defesa e preservação dos interesses dos associados o que determina nossa razão de ser!

Sempre mais forte com sua participação,

A AFABB-DF

Contato

 
 (61)3226.9718 / Fax: (61)3323.2781
 Setor Bancário Sul - Quadra 02 Bloco A Edifício Casa de São Paulo - Salas 602/604 - Brasília/DF - CEP: 70078-900