Promotora faz ameaça com garfo em banco

Tamanho da Letra:

Longe dos holofotes há alguns meses, a promotora de Justiça afastada Deborah Guerner voltou a ocupar páginas policiais no Distrito Federal. Desta vez, ela entrou em um banco da Asa Norte com um garfo de churrasco dentro da bolsa para tentar fazer uma renegociação. Insatisfeita com a proposta da gerente, Guerner se armou com o utensílio e, aos gritos e xingamentos, ameaçou funcionários do estabelecimento. Após o ataque de fúria, guardou o talher e deixou o local acompanhada do marido. O caso foi parar na 2ª Delegacia de Polícia (Asa Norte). Injúria Eram 14h da última quarta-feira quando Deborah Guerner entrou no BANCO DO BRASIL da 515 Norte com o marido. De acordo com a Divisão de Comunicação da Polícia Civil (Divicom), ela fez uma proposta para renegociação de um empréstimo, mas a gerente teria dito que as condições eram inviáveis. Nesse momento, armada com o garfo, Guerner teve um ataque de fúria. Gritou com todos os funcionários que estavam na agência. Não chegou a ferir ninguém e foi embora. Uma das funcionárias foi até a 2ª DP e registrou a ocorrência de injúria e ameaça. A Polícia Civil informou que ainda não sabe como Deborah Guerner fez para entrar na agência bancária com um garfo dentro da bolsa, já que, normalmente, objetos metálicos são detectados na entrada. A ocorrência, no entanto, deve ser encaminhada à Procuradoria-Geral do DF, por se tratar de uma promotora. A reportagem tentou entrar em contato com o advogado de Guerner, mas não havia conseguido até o fechamento desta edição. Denúncias Esta não é a primeira vez que ela se envolve em escândalos. Deborah Guerner é investigada por suspeita de cobrança de propina ao ex-governador José Roberto Arruda para não divulgar vídeos que o comprometeriam. Ela e o marido também foram denunciados pelos crimes de formação de quadrilha, fraude processual e falsidade ideológica. Eles teriam contratado um psiquiatra para ensinar a promotora a simular transtornos mentais a fim de enganar as investigações (KA).

Longe dos holofotes há alguns meses, a promotora de Justiça afastada Deborah Guerner voltou a ocupar páginas policiais no Distrito Federal. Desta vez, ela entrou em um banco da Asa Norte com um garfo de churrasco dentro da bolsa para tentar fazer uma renegociação. Insatisfeita com a proposta da gerente, Guerner se armou com o utensílio e, aos gritos e xingamentos, ameaçou funcionários do estabelecimento. Após o ataque de fúria, guardou o talher e deixou o local acompanhada do marido. O caso foi parar na 2ª Delegacia de Polícia (Asa Norte).

Injúria

Eram 14h da última quarta-feira quando Deborah Guerner entrou no BANCO DO BRASIL da 515 Norte com o marido. De acordo com a Divisão de Comunicação da Polícia Civil (Divicom), ela fez uma proposta para renegociação de um empréstimo, mas a gerente teria dito que as condições eram inviáveis. Nesse momento, armada com o garfo, Guerner teve um ataque de fúria. Gritou com todos os funcionários que estavam na agência. Não chegou a ferir ninguém e foi embora. Uma das funcionárias foi até a 2ª DP e registrou a ocorrência de injúria e ameaça.

A Polícia Civil informou que ainda não sabe como Deborah Guerner fez para entrar na agência bancária com um garfo dentro da bolsa, já que, normalmente, objetos metálicos são detectados na entrada. A ocorrência, no entanto, deve ser encaminhada à Procuradoria-Geral do DF, por se tratar de uma promotora. A reportagem tentou entrar em contato com o advogado de Guerner, mas não havia conseguido até o fechamento desta edição.

Denúncias

Esta não é a primeira vez que ela se envolve em escândalos. Deborah Guerner é investigada por suspeita de cobrança de propina ao ex-governador José Roberto Arruda para não divulgar vídeos que o comprometeriam. Ela e o marido também foram denunciados pelos crimes de formação de quadrilha, fraude processual e falsidade ideológica. Eles teriam contratado um psiquiatra para ensinar a promotora a simular transtornos mentais a fim de enganar as investigações (KA).

FONTE: Correio Braziliense

Boletim Eletrônico

Inscreva-se em nosso Boletim Eletrônico para manter-se informado.

Mensagem da AFABB-DF

Associação com 17 anos (2000 - 2017) de atuação permanente na defesa e preservação dos interesses dos associados o que determina nossa razão de ser!

Sempre mais forte com sua participação,

A AFABB-DF

Contato

 
 (61)3226.9718 / Fax: (61)3323.2781
 Setor Bancário Sul - Quadra 02 Bloco A Edifício Casa de São Paulo - Salas 602/604 - Brasília/DF - CEP: 70078-900