Congresso conclui votação de vetos

O Congresso Nacional concluiu, às 21h40 desta terça-feira (19), a votação de seis vetos da presidente da República, Dilma Rousseff, a projetos aprovados pelo Congresso (vetos38/2013, 39/2013, 40/2013, 41/2013, 42/2013 e 43/2013). As urnas com os votos de senadores e deputados foram lacradas e encaminhadas para apuração pela Secretaria Especial de Informática do Senado Federal (Prodasen). Conforme o presidente do Congresso, Renan Calheiros (PMDB-AL), 397 deputados e 59 senadores votaram.

Pesquisa eleitoral influencia Petrobras

A Petrobras divulga hoje seu resultado do primeiro trimestre em um momento em que os analistas estão mais atentos às pesquisas eleitorais do que com aos fundamentos da companhia. Como afirmou um deles ao Valor , os números que serão divulgados hoje à noite são menos importantes do que a próxima pesquisa de intenção de votos que vai informar a situação da presidente Dilma Rousseff junto ao eleitorado. A pesquisa é esperado para qualquer momento a partir de hoje. "O Datafolha vai fazer muito mais diferença do que o resultado [da Petrobras]", resumiu, se referindo ao desempenho das ações da estatal.

Estudo indica que benzeno e cigarro aceleram processo de envelhecimento

Algumas pessoas chegam aos 75 anos lépidas e espertas, enquanto outras que atingem essa marca precisam de ajuda de cuidadores. Para uma equipe de pesquisadores da Universidade da Carolina do Norte em Chapel Hill, nos Estados Unidos, parte da explicação pode estar no nível de exposição, ao longo da vida, a substâncias ambientais perigosas, como o benzeno, a fumaça de cigarro e, do ponto de vista interno, os hormônios produzidos pelo estresse.

Em um artigo publicado no jornal Trends in nolecular medicine, a equipe coordenada por Norman Sharpless alerta que é preciso entender melhor o papel das substâncias químicas invisíveis associadas ao envelhecimento.

Mercado vê Selic estável e já mira 2015

Engessado entre a recessão técnica e a inflação colada no teto da meta, de 6,5%, o Comitê de Política Monetária (Copom) deve manter a taxa Selic não apenas no encontro desta semana como até o fim de 2014. Além da tantas vezes manifestada fé do Banco Central (BC) nos efeitos defasados e cumulativos do aperto de 3,75 pontos percentuais entre abril de 2013 e fevereiro deste ano, que levou o juro básico para 11% ao ano, a proximidade da definição do ocupante do Palácio do Planalto em 2015 - e suas óbvias implicações para a condução da política monetária - sugere que não há espaço para uma mudança de rota.

Negatividade e estresse favorecem o Alzheimer em mulheres, indica pesquisa

Em 1906, o psiquiatra alemão Alois Alzheimer recebeu o caso de um homem com severa mudança de comportamento e grave perda de memória. Tratava-se de Auguste D., a primeira pessoa a ser diagnosticada com a doença batizada com o nome do médico que a descreveu. De lá para cá, a ciência avançou muito no conhecimento sobre a enfermidade, percebendo que ela é resultado da combinação de fatores genéticos, ambientais e de personalidade. No entanto, a compreensão de como esse último aspecto pode colaborar com o surgimento do mal ainda é muito limitada.

Um estudo publicado na edição de hoje da revista especializada Neurology busca aumentar esse entendimento ao indicar que o risco de Alzheimer é maior em mulheres com um alto grau de neuroticismo — uma das dimensões da personalidade, relacionada a sentimentos negativos como raiva, culpa, ansiedade, depressão ou inveja. O trabalho, liderado por Lena Johansson, pesquisadora da Universidade de Gotemburgo, na Suécia, chegou a essa conclusão após acompanhar o envelhecimento de 800 mulheres ao longo de 38 anos.

Quando a pesquisa foi iniciada, as participantes tinham 46 anos em média. Ao longo das quase quatro décadas de monitoramento, 153 desenvolveram algum tipo de demência, sendo que 104 delas foram diagnosticadas com a doença de Alzheimer. Ao rever os dados colhidos ao longo do trabalho, incluindo entrevistas que buscavam traçar o perfil das voluntárias, Johansson percebeu uma correlação entre a personalidade e o desenvolvimento da enfermidade. “Percebemos que um maior grau de neurose na meia idade estava associado à maior incidência de mal de Alzheimer no fim da vida”, conta a autora ao Correio.

A especialista, contudo, ressalta que outros fatores merecem ser levados em conta, especialmente o estresse. Quanto mais tempo essas mulheres eram submetidas a pressões cotidianas, maiores eram as chances de desenvolverem problemas cognitivos na velhice. Da mesma forma, o risco diminuía quando elas conseguiam administrar melhor os problemas. “Essa associação diminui quando essas mulheres conseguem ajustar os períodos de preocupação”, resume Johansson. “É possível que o neuroticismo torne o indivíduo mais vulnerável ao estresse e à angústia, o que conduz a um desenvolvimento posterior de demência”, completa. 
 

Boletim Eletrônico

Inscreva-se em nosso Boletim Eletrônico para manter-se informado.

Mensagem da AFABB-DF

Associação com 17 anos (2000 - 2017) de atuação permanente na defesa e preservação dos interesses dos associados o que determina nossa razão de ser!

Sempre mais forte com sua participação,

A AFABB-DF

Contato

 
 (61)3226.9718 / Fax: (61)3323.2781
 Setor Bancário Sul - Quadra 02 Bloco A Edifício Casa de São Paulo - Salas 602/604 - Brasília/DF - CEP: 70078-900