PREVI – Taxa de Carregamento de 4% — Até quando?

As despesas administrativas da PREVI são custeadas basicamente pela taxa de carregamento de 4%, um percentual elevadíssimo, aplicada sobre as contribuições mensais do patrocinador e dos associados, e da taxa de custeio da gestão previdencial, que cobre as despesas administrativas de investimentos do Plano de Benefícios 1 e do PREVI Futuro.

Tais receitas são apropriadas no Fundo Administrativo que custeia todas as despesas administrativas da PREVI. Em 31.12.2016 esse Fundo possuía reservas de R$ 895,3 milhões.

Caixa de Previdência (Previ) e os resultados de novembro/2016

Sem muito alarde, no dia 26 de dezembro passado a Previ divulgou o resultado contábil de novembro/2016. O Plano de Benefícios 1 foi deficitário em R$ 2,802 bilhões, em função do fraco desempenho dos investimentos em renda variável naquele mês. 

Com isso, o déficit técnico acumulado aumentou para R$ 12,158 bilhões, correspondendo a uma insuficiência de recursos de 9,2% nos ativos líquidos do Plano de Benefícios 1. 

Graças a uma conjuntura muito favorável no ano de 2016 (aumento expressivo das cotações na Bovespa, desempenho também muito positivo na renda fixa, venda dos ativos da CPFL e redução expressiva do INPC), notadamente no período de setembro a novembro, o resultado de 2016 continua superavitário em R$ 3,979 bilhões, o que elimina a possibilidade de equacionamento do déficit do exercício de 2015 [contribuição extraordinária], então previsto para este ano de 2017.

Boletim Eletrônico

Inscreva-se em nosso Boletim Eletrônico para manter-se informado.

Mensagem da AFABB-DF

Associação com 17 anos (2000 - 2017) de atuação permanente na defesa e preservação dos interesses dos associados o que determina nossa razão de ser!

Sempre mais forte com sua participação,

A AFABB-DF

Contato

 
 (61)3226.9718 / Fax: (61)3323.2781
 Setor Bancário Sul - Quadra 02 Bloco A Edifício Casa de São Paulo - Salas 602/604 - Brasília/DF - CEP: 70078-900